sábado, 30 de abril de 2011

Silence


Complicado


 é não ter assunto com quem

 você mais conversava

antigamente.


sexta-feira, 29 de abril de 2011

choro...

Tem hora que bate
Uma tristeza tão grande
Que eu não sei o que fazer
E nem pra onde ir
É tanta coisa
Que eu queria dizer
Mas não tem ninguém pra ouvir
Então choro
Sem ninguém ver
Eu choro... choro
Faço o possível pra segurar a cabeça
Mas a emoção não quer
Que eu me desfaça
Ou então que eu esqueça
Do amor daquela mulher
E eu choro
Sem ela saber
Eu choro... choro
Choro por tudo
Que a gente não teve
Por tudo que a gente não realizou
Choro porque eu sei que ainda te amo
E você me amou e ama
Choro por tudo
Se assim for preciso
Choro porque eu sei que ainda te quero
Choro por tudo
E por tudo lhe digo
Te quero, te espero...
Choro por tudo
Que a gente não teve
Por tudo que a gente não realizou
Choro por tudo, porque eu sei que ainda te amo
E você me amou e ama
Choro por tudo
Se assim for preciso
Choro porque eu sei que ainda te quero
Choro por tudo
E por tudo lhe digo
Te quero, te espero
Te amo
Eu choro...

(( Composição : Fábio Junior ))


sempre que tento...

SEMPRE QUE EU TENTO TE FALAR,

 VOCÊ ESTÁ LONGE DEMAIS PARA ME

 OUVIR.

A unica coisa...

A unica coisa que eu queria


é poder te chamar de meu.

 Será que estou pedindo muito ?

♥ + km


+ km =

 Sofrimento, ciúmes, medo, saudade, 

 lágrimas. 

Não é drama

Não é drama, é dor. 
Não é ciúme, é medo. 
Não são só palavras
são sentimentos verdadeiros.
Eu amo você ♥ 

terça-feira, 26 de abril de 2011

casa comigo ?!


Declan: Que diabos você está fazendo aqui?
Anna: Poderia talvez ser gentil só por um segundo? Eu viajei 3 mil milhas pra chegar até aqui.
Declan: Jeremy está com você?
Anna: O quê? Não! Não. Jeremy e eu… Não deu certo.
Declan: Sinto muito.
Anna: Bem… Quando os meus 60 segundos apareceram, eu percebi que tinha tudo o que sempre quis, mas nada do que eu realmente precisava. E eu acho que, o que eu preciso está aqui. E eu fiz todo esse caminho para ver se quem sabe você poderia pensar a mesma coisa. E se você pensar… Bem, eu na verdade não tenho nenhum plano depois disso, o que é novo para mim. Então, Declan O’Callaghan, e eu provavelmente deveria aprender o seu nome do meio, aqui vai a minha proposta. Proponho que não façamos planos. Proponho darmos uma chance a essa coisa e deixar ir adiante do jeito que tiver que ser. Então o que você diz? Você quer não fazer plano comigo?
(Declan não fala nada, dá um meio sorriso e sai.)
Anna: Eu suponho que isso seja um não irlandês.
(Anna sai correndo, para e chora. Declan chega.)
Declan: Sra. O’Bradycallaghan. Aonde você vai?
Anna: Você disse não.
Declan: Eu não disse não. Eu não disse nada.
Anna: Você deu o fora.
Declan: Eu estava pegando algo. 
Anna: Sério? Era uma boa hora pra pegar alguma coisa? 
Declan: Bem, na verdade era sim. Estava pegando isso (mostra um anel).Sua grande idiota. Não estaria segurando esse anel se não fosse por você. Eu recuso sua proposta. Eu não quero não fazer planos com você. Eu quero fazer plano com você. 
Anna: Você quer?
Declan: Sim. Eu quero. (ajoelha-se) Casa comigo?
Anna: Em toda a minha vida nunca pensei que o veria de joelhos.
Declan: É, está ficando meio úmido aqui embaixo, então…O que vai ser, Anna de Boston?
Anna: Sim. Sim, eu aceito.
                                     
   ((    Filme ”Casa Comigo?”   ))
 
                                           

segunda-feira, 25 de abril de 2011

E sempre volta...


"E você me olha com essa carinha banal de 
"me espera só mais um pouquinho".
Querendo me congelar enquanto você confere pela centésima vez se não tem mesmo nenhuma mulher melhor do que eu.
E sempre volta..."

(( Tati Bernardi ))

Soneto de Fidelidade


De tudo, ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):

Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure.

(( Vinicius de Moraes ))

domingo, 24 de abril de 2011

Escondia o amor...


'' Escondia o amor

dentro da amizade.

Não havia

melhor esconderijo."


((Fabrício  Carpinejar))
                                                                   

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Segredinhos...


Meus segredos...
Não me peças para te contar,
É desejo meu cada um dele te revelar
Tudo tem sua hora, tem seu lugar,
Vai-se demorar ou não...
Nunca poderei precisar,
Pois depende apenas de ti
Eles um a um encontrar!


-Yasmim Linhares-

"Tenho pensamentos...

"Tenho pensamentos que,
se pudesse revelá-los
e fazê-los viver,
acrescentariam nova
luminosidade às estrelas,
nova beleza ao mundo
e maior amor
ao coração dos homens."


(Fernando Pessoa)

Me abraça?!


Às vezes sinto falta de mim.
-Eu também, menina.
-Sente falta de si?
-Não, de VOCÊ. E dói...
(Silêncio)
-Me abraça?
-Sempre....!

Caio Fernando Abreu

Silêncios e palavras...

Não diga as coisas com pressa. Mais vale um silêncio
certo que uma palavra errada. Demora naquilo que
você precisa dizer. Livre-se da pressa de querer dar
ordens ao mundo. É mais fácil a gente se arrepender
de uma palavra que de um silêncio.

Palavra errada, na hora errada, pode se transformar
em ferida naquele que disse, e também naquele que
ouviu. Em muitos momentos da vida o silêncio é a
resposta mais sábia que podemos dar a alguém.

Por isso, prepara bem a palavra que será dita. Palavras
apressadas não combinam com sabedoria. Os sábios
preferem o silêncio. E nos seus poucos dizeres está
condensada uma fonte inesgotável de sabedoria.

Não caia na tentação do discurso banal, da explicação
simplória. Queira a profundidade da fala que nos pede
calma. Calma para dizer, calma para ouvir.

Hoje, neste tempo de palavras muitas, queiramos a beleza
dos silêncios poucos.

((Pe. Fábio de Melo))

Estou te querendo demais

Eu não quero nem saber quem foi que beijou a sua boca,
 ou se “mosquito engole boi”, mas estou apostando que esta minha cantada vai dar certo. Apesar dos desencontros, eu nunca poderia ter deixado passar a oportunidade desta declaração de amor.
Jamais vou contar o número, nem os nomes das pessoas com quem você já saiu. Não me interessa o que aconteceu nas suas aventuras eventuais. Não preciso saber “quem pintou a Casa Verde”, a sua vida passada nunca vai me interessar.
O que realmente interessa é viver tudo, os maravilhosos momentos que a vida está nos prometendo... Com amor e paixão, muita luxúria e sacanagem. Quero passar contigo dias e horas inesquecíveis. Viver os sonhos que não saem da minha cabeça, nada limpa por sinal.
Não sei o que está acontecendo. Só sei que não dá pra passar mais tempo sonhando com você. Só penso nos seus abraços e no calor do seu corpo. Acho que podemos dedicar um ao outro, beijos e momentos de intenso prazer com muita ternura.
Não vale a pena ficar esperando mais tempo. Esta declaração demorou muito para ser feita, pela minha insegurança. Já não dá mais pra segurar, seja qual for a sua decisão. Entretanto, espero que ela seja uma resposta positiva, pois eu 
estou te querendo 
de mais !♥

Você tem medo...

Você tem medo de dizer eu te amo


Nossa vida é conduzida pelo medo ou pelo
                                                    
          AMOR?!                      

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Folhas do Chão Rosa de Saron


Com meus próprios olhos
Eu tento te enxergar
Regando os meus dias
Sem medo de errar
Fraco e cansado eu busco acerta
O vento me trouxe
Sons de outro lugar
lembranças distantes
Que me fazem te encontrar
Sabe de tudo, não quero esperar
A minha vida, me ajude a cultivar
Há sempre uma escolha
Há sempre um caminho que as folhas do chão vão me indicar
Que saem dos meus sonhos, do simples desejo
Que tive a vida toda de te encontrar
Não sei se o que faço
Vai me fazer mudar
Pois minhas tristezas
Insistem em ficar
Mas busco em seus passos, forças pra voar
E pouso em seus braços sem medo de errar
Há sempre uma escolha
Há sempre um caminho que as folhas do chão vão me indicar
Que saem dos meus sonhos, de um simples desejo
Que tive a vida toda de te encontrar
Há sempre um passado
Que com marcas vai traçar
As coisas que vivo, penso e sou
Se deixo de lado seu amor !


E hoje eu vejo




E hoje eu vejo

que o meu medo, se tornou então realidade. Lembro


 quando eu te falei 'você é tudo que eu sonhei'. Você


 não disse nem que sim, mas também não disse nem 


que não, apenas deu um beijo e disse: 


‘nunca solte a minha mão’.!

Sumi

sumi 

 porque só faço besteira em sua presença, fico mudo

 quando deveria

 verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando 

melhor seria 

silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro 

antes, durante e 

depois de te encontrar. Sumi porque não há futuro e 

isso não é o mais 

difícil de lidar, pior é não ter presente e o passado 

ser mais fluido que 

o ar. Sumi porque não há o que se possa resgatar, 

meu sumiço é 

covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, 

sumi porque sumir é 

um jogo de paciência, ausentar-se é risco e 

sapiência, pareço 

desinteressado, mas sumi para estar para sempre do 

seu lado, a 

saudade fará mais por nós dois que nosso amor e 

sua desajeitada e

 irrefletida permanência
.
(Martha Medeiros.)


Pra que

Pra que 

fingir que perdoou... tentar ficar 

amigos sem rancor. 

A emoção acabou 

 que coincidência é o amor. A nossa 

música 

nunca mais tocou!